Menu / Editorias
Abrir / Fechar

Direitos Humanos

RJ - Niterói - Centro

Criação da Comissão da Verdade em Niterói/RJ

Comissão Municipal da Verdade é aprovada na Câmara


Em abril, a Câmara Municipal de Niterói aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 029/2013, de autoria do vereador Leonardo Giordano, que institui a Comissão Municipal da Verdade em nossa cidade. O instrumento serve de subsídio às Comissões Estadual e Nacional da Verdade na apuração de crimes da ditadura militar – 1964/1985. É um momento histórico e inédito, que institucionaliza e consolida o processo democrático em Niterói, primeiro município brasileiro a criar uma comissão exclusiva para apurar crimes da ditadura. 

O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (seccional Rio de Janeiro) e presidente da Comissão Estadual da Verdade, Wadih Damous, esteve presente à sessão plenária que aprovou o projeto. De acordo com ele, a iniciativa do vereador marca a história de Niterói. Wadih relembrou que o fato de uma bomba ter sido explodida, em abril, na sede da OAB-RJ, o que, em suas palavras, foi uma “clara retaliação” de setores conservadores da sociedade. “O serviço Disque Denúncia recebeu uma ligação afirmando que haveria um atentado à bomba na OAB dirigido a mim, às vésperas da instalação da Comissão Estadual da Verdade. Não nos intimidaremos. Tudo será investigado para que o povo brasileiro saiba de todas as atrocidades cometidas contra os direitos humanos no estado e no país. A Comissão da Verdade de Niterói terá nosso total apoio. A Câmara Municipal está de parabéns”, destacou. 

O subsecretário da CODIR (Coordenadoria Municipal de Defesa dos Direitos Difusos e Enfrentamento a Intolerância Religiosa), Renato Almada, assume o compromisso de acompanhar os processos e fazer a luta pelos direitos das minorias. “Acompanharei os trâmites legais da Câmara para que a lei aprovada seja remetida ao prefeito Rodrigo Neves. Conversarei pessoalmente com ele para que seja sancionada com o máximo de velocidade possível, por reconhecer a importância da matéria”, destaca Almada.

O vereador Leonardo Giordano comemorou a aprovação de seu projeto. “É um passo importante para a consolidação da democracia no município. O estádio Caio Martins foi um dos maiores ‘campos de concentração’ de presos políticos aqui em Niterói. A Comissão Municipal da Verdade investigará as atrocidades cometidas contra os direitos humanos em nossa cidade”, ressaltou.

Além de Wadih Damous e Renato Almada, também estiveram presentes Nadine Borges, membro da Comissão Estadual da Verdade, e Fernando Dias, presidente da Comissão Municipal da Verdade.

Ao passar o mouse sobre a foto aparece uma prévia.

Ao clicar em uma foto inicia modo em tela cheia.

Botão para iniciar apresentação.

Utilize as setas para passar as fotos.

Botão para fechar apresentação.

Criação da Comissão da Verdade em Niterói/RJ
Criação da Comissão da Verdade em Niterói/RJ

Parcerias

exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo