Menu / Editorias
Abrir / Fechar

UnATI.Uerj: Universidade Aberta da 3ª Idade

RJ - Rio de Janeiro - Tijuca

N.A.I. Núcleo de Atenção ao Idoso

 

O que é o NAI

O núcleo de atenção ao Idoso - NAI é uma unidade docente-assistencial do Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), vinculado à Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI) e à Sub-Reitoria de Extensão e Cultura (SR-3). O núcleo foi criado em 1990 como ambulatório de geriatria do HUPE com o objetivo de produzir respostas sociais para enfrentar as questões do envelhecimento populacional brasileiro.

O NAI tem como filosofia oferecer atenção integral à saúde do idoso, baseada em abordagem interdisciplinar. Atua na formação de profissionais e na produção de conhecimento sobre a terceira idade, com enfoque no cuidado e na produção de conhecimento sobre a terceira idade, com enfoque no cuidado e na promoção da saúde. Atualmente, conta com uma equipe formada por profissionais de diferentes áreas (Medicina, Enfermagem, Psicologia, Nutrição, Fisioterapia, Serviço Social, Odontologia, Fonoaudiologia e Farmácia), consolidando conhecimentos quanto às demandas e ações de saúde com os idosos.

Instalado no espaço da UnATI e atuando também no HUPE, desenvolve projetos que valorizam atividades preventivas, educativas e de promoção de saúde, buscando criar alternativas de assistências e prática em saúde. Assim, trabalhos em parceiro com outras unidades acadêmicas, como Direito, Educação Física, Nutrição e Serviço Social, vem sendo realizados por meio de diversos projetos de extensão que tem como público a população idosa.

Ambulatório do núcleo de atenção ao idoso

O ambulatório do Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI) consiste em um conjunto de ações e projetos de atenção individual, grupal e familiar ao idoso. As atividades são desenvolvidas no campus Maracanã, dentro das dependências da UnATI, integrando as demais ações e projetos desenvolvidos pela equipe composta por: geriatras, psiquiatras, enfermeiras, fisioterapeutas, assistentes sociais, nutricionistas, fonoaudiólogas, psicólogas, odontólogos e farmacêuticos.

Porta de entrada

A entrada no ambulatório dá-se de três formas: procura espontânea, referência do SUS ou encaminhamento por parecer do HUPE.

Os idosos passam por uma avaliação denominada de ACOLHIMENTO, realizada por uma equipe de assistentes sociais, enfermeiros e geriatras que visa identificar o idoso com risco de fragilidade.

As marcações do Acolhimento acontecem toda última segunda-feiras do mês onde a presença do idoso neste momento não é necessária. Deve-se ligar na semana anterior para confirmar o agendamento.

Critérios:

• Ter 60 anos ou mais;

• Estar totalmente desassistido no que se refere a saúde;

• Apresentar síndromes geriátricas ou múltiplas patologias.

Rua São Francisco Xavier, 524 – bloco F – sala 10147 CEP 20550-900

Tel.:2334-0131;2334-0168

E mail: nai.unati.uerj@gmail.com ; nai@uerj.br

 

Parcerias

exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo exemplo