Lisboa, 3ª melhor cidade europeia para expatriados

Lisboa para aposentados e de outras nacionalidades é a melhor cidade para viver

Publicidade

Tempo de Leitura: 3 minutos

Lisboa foi descrita como “amigável, descontraída e ensolarada”, um relatório animador e um enorme elogio para a capital portuguesaGrande parte dos expatriados são aposentados.

Oranking de Expat city para 2020 revelou Valência como a melhor cidade para expatriados, com Alicante e Lisboa ocupando o segundo e terceiro lugar, respetivamente. A Península Ibérica teve um desempenho particularmente bom, com 50% das dez principais cidades localizadas em Espanha ou Portugal. Preço acessível, saúde, uma infinidade de opções de lazer e um clima incrível foram os fatores que impulsionaram essas cidades para os top 10, superando suas congêneres europeias como Paris, Roma e Milão por quase 60 pontos. Lisboa foi descrita como “amigável, descontraída e ensolarada”, um relatório animador e um enorme elogio para a capital portuguesa.

A vitória de Valência no topo da lista não é de fato uma surpresa, já que ficou apenas fora do top 3 (em 4º lugar) em outra lista de prestígio, o Getting Settled Index, que mede a simpatia local, sentir-se bem-vindo e a possibilidade de socialização e integração. De acordo com o relatório, a cidade possui grande quantidade de moradias populares, de fato, 82% avaliaram a acessibilidade de acomodação de forma positiva. Valência é uma cidade de duas metades, tem de tudo, desde a Cidade das Artes e Ciências e estruturas ultramodernas, até a deslumbrante La Lonja de la Seda, uma obra-prima da arquitetura gótica valenciana construída no século 15.

Lisboa é outra cidade que não chega a ser uma surpresa. Os expatriados deram notas máximas à capital no que diz respeito à facilidade de adaptação e qualidade de vida local, ficando em 3º e 4º respectivamente nessas categorias. No geral, Lisboa teve resultados incríveis durante a pesquisa, 89% dos expatriados disseram estar satisfeitos com as opções de lazer locais, 96% estavam satisfeitos com o clima e, possivelmente, a estatística mais impressionante, nenhum expatriado teve algo negativo a dizer sobre a segurança da cidade. Grande parte dos expatriados são aposentados, que optaram por viver os seus anos dourados na ensolarada Península Ibérica. Aluguel acessível e céu azul são frequentemente citados quando expatriados aposentados são questionados sobre o motivo de terem se mudado para a cidade. Os aluguéis são 58% mais baixos em Lisboa do que em Londres e os preços ao consumidor são 69% mais elevados em Paris do que na capital portuguesa. A relação qualidade de vida e preço acessível é um sonho em comparação com seus vizinhos do norte da Europa, e para aqueles que procuram um lugar confortável para se aposentar, preços imobiliários excessivamente inflacionados não são algo com que eles querem lidar.

Os brasileiros constituem uma grande proporção dos expatriados que vivem em Lisboa, com cerca de 120.000 residindo legalmente lá. Lisboa oferece uma oportunidade única para os jovens brasileiros que desejam se mudar para a Europa, pois compartilham um idioma e têm uma cultura semelhante, além de terem as oportunidades que vêm com a vida na Europa. Como já mencionado, os preços dos aluguéis não são tão astronômicos quanto os vizinhos do norte de Portugal, embora ainda tenham enormes ligações internacionais e mais de 120 rotas internacionais passando pelo Aeroporto Humberto Delgado. A taxa atual de um apartamento em Lisboa é de cerca de € 1252 por mês, o que é uma queda enorme em comparação com a média de Londres de € 1775 por mês.

Foto destaque de Lisa/Pexels